Follow by Email

segunda-feira, 30 de setembro de 2013

Pessimismo


Indócil.
Coração arredio.
E um poema sombrio.

Lendas de princesas.
Sufocantes.
E traumas infantis.

Veneno de sentimento.
Autodestruidor.
E um pulsar arquejante.

Brando tempo, branca alma.
E uma previsão obscura.
Há salvação na noite escura?
Haja fé, rara calma.

Denomine-se.
Anjo singular.
Figura particular.
De ilusões.

Concretize-se.
Vencedor de dor.
Para mundos e fundos.
O fim, chega.


(Seja como fonte que transborda os seus fluidos, inundando as proximidades com o que traz dentro de seu interior.)






30 de setembro de 2013.

Nenhum comentário:

Postar um comentário