Follow by Email

sábado, 17 de março de 2012

O Que Resta

Quando a escura razão me cegar
Não me deixe sozinha aqui.
Num segundo, antecede um calar,
Lembro o gosto de um beijo de ti.

No azul desse mar vou tentar me encontrar,
Desfazendo esse feitiço, que é pra sempre te amar.

Numa nuvem do céu descobri
O limite que posso alcançar;
Eu te toco ao te ver dormir,
Eu te beijo ao te acordar.

Mas de longe, te perco e te vejo partir...

Quando você se arrepender
E o vazio te sufocar;
A Lua te carrega
E o que resta é perdoar.

Na grandeza desse sonho
Vou sem medo de arriscar;
Te buscarei...


                                                       

                                                                                                                                  02 de julho de 2004.