Follow by Email

terça-feira, 1 de outubro de 2013

Reunião de Versos Inúteis Destinados a Um Provável Alguém Desavisadamente Distraído

(O Pierrot apaixonado chora pelo amor da Colombina)

Surges como a chuva repentina,
Ou como um esbarrão na esquina.
Somes como espuma ao relento,
Ou como bolhas de sabão contra o vento.

Ninguém mais te vê como eu.
Nem o Pierrot, a tal Colombina,
Julieta tampouco, algo semelhante a Romeu.
Isto é meu, meu querer ser de você.
É júbilo que aguça a adrenalina,
Exaltação apaixonada de um ser.

És segredo, mais que secreto.
Não podes ser mais do que quero
Esse sonho maior do meu objeto.

Por minha alegria, basta o riso.
Que nasce em teus lábios precisos,
E permanece imortal no meu sonho impreciso.

Mas, eu quero ir além.
A vida passaria a esperar
Se não fosse esse desdém.
Quero-te livre por bem,
Fazer desse tal verbo amar
Um recorde nunca alcançado por ninguém.

Com as bênçãos do anjos, consintas. 
Não finjas, não mintas, igualmente sintas.
Se assim não for, meu coração será ruína.

01 de outubro de 2013.