Follow by Email

quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Segmentos da Paixão



Eu sei que atiço o ardor da paixão
E, sem compaixão,
Jogo um balde d’ água fria.
Isso deve te fazer doer
E peço perdão,
Mas é meu jeito de te botar na linha.

Sem avanço,
Peça o que quiser ouvir.
Pelo tanto que te amo,
Reúno norte com o sul,
Leste com oeste,
O Brasil com a Terra do Sol Poente.

Amor versus Paixão,
Eu e você,
Se fez a colisão;
Eu sou a mocinha do meu herói-vilão.
No carrossel desse planeta,
Entre tantas Julietas,
Eu encontrei o meu Romeu.

Vem celebrar,
Eu sou tua bebida.
Vem pro seu farol;
Quero ser clarão na sua vida.
Vem tentar me deslocar do meu lugar,
Me carregar,
A mil por hora me levar.

Minha pele solta faísca
Lembrando um beijo seu.
O que é fatal, também é leal,
Esse amor que vim dizer.


 10 de dezembro de 2006.

Queres



Minh’ alma entoa prantos
E sombras sugam meus planos.

Linda, virgem, nua,
(Longe de tuas vistas)
Entregue a ti, a esmo.
O fantasma passado
Inferniza com pesadelos.
Não serei feliz se não possuir o dom,
Enquanto cumprir leis.

Desertada, assim me queres?
Ou apavorada de ciúmes?

Se queres algum vínculo,
Me mantenhas inocente.
Para ter-me por mil verões,
Me preserve intocada.

A ponte que nos leva é o tempo:
Não há voo sem asas.
Com cautela chegarás aonde queres;
Do contrário,
Nossa estupidez intrigas causará.

 04 de novembro de 2006.

terça-feira, 29 de novembro de 2011

O Amor e a Dor: Primogênito



O amor é muito bonito,
Mas deixa o coração ferido
Se não é correspondido.

Mas se o outro também ama,
Viva o amor!
E dos dias tristes só vai restar a dor.

2002

Cinzas


O frio vem me incomodar;
O que sobrou foram minhas cinzas.
Amar é tão complicado:
Encontros e Armadilhas.
Queria mandar no futuro
E não mais pensar em seu rosto;
Mas eu já brinquei nesse fogo
De Infernos e Paraísos.
Não sei mais como mudar;
Eu vou me acabar em ruínas.
Você arruinou os meus sonhos;
A insônia é minha amiga.
Eu vejo você no espelho;
É o teu olhar que me guia.
Você invadiu minha alma
E me fez sua moradia.



No anseio de uma resposta,
Há lembranças de alguém;
Ter você é o que importa pra mim.

10 de julho de 2004.

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Instante

Vivo esse instante cheia de dúvidas;
Cheia de mágoas, cheia de lágrimas;
Cheia de amor; cheia de tudo!

Mas todo instante é eterno:
Eterno porque não se repete;
Eterno porque não se apaga;
Eterno porque se viveu.

O instante de quem ama é como um todo:
Porque se vive sem esquecer,
Ou por não vivê-lo, se fez sofrer.

Todo instante é diferente.
O instante em que escrevo;
O instante em que respiro;
O instante em que sonho
E o instante de um olhar.

O melhor instante é aquele que não tem fim,
Quando se tem amor para dar
E amor para receber;
Ou quando não se tem, sabe-se sonhar.

O pior instante é o da espera:
Espera pela vida;
Espera pelo beijo;
Espera pelo amor;
Espera pelo instante de felicidade.

Mas o que eu mais quero
É um instante que acontece sempre:
Viver um grande amor eternamente!



22 de abril de 2004.

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Olhar


Eu não consigo mais olhar na tua cara
Que me encara nessa fração de segundos.
E se o olhar esbarra sem querer,
Eu me seguro para não sumir.
Mas se constantemente esse instante se repete,
Eu me perco em anseios sem fim.
Eu respiro, pisco os olhos,
Ouço batimentos cardíacos.
Tudo isso acontece no mesmo momento
Em que olho pra você.
São consequências desse encontro quase que previsível.
O meu olhar é um reflexo do espelho de minha alma;
E esse brilho que você vê bem de frente a mim
É a razão de meu sorrir.

 27 de outubro de 2004.

Depois Que Adormeci...


Depois que adormeci,
Em meus sonhos naveguei
Por entre beijos e abraços.
E revivi todo nosso momento,
Sentindo novamente
Toda a doçura de seus lábios suaves.


05 de maio de 2005.

Não Tem Mais Jeito


Eu queria te esquecer, mas não consigo;
Pra te entender só esse caminho não basta.
Estou presa por efeito de um silêncio;
E o castigo dessa solidão me mata.
Eu queria te dizer que nem mesmo faz sentido
Fingir que acabou assim o amor que está por dentro;
Porque o que se passa em mim
Não se apaga com o tempo,
Porque tudo o que passou um dia penso em perdoar.

Mas a vida dá suas voltas no seu tempo,
Muda o mundo, mas nem tudo tem um jeito.
Minha vida se foi com aquele dia;
Você disse não e eu fiquei sozinha.
Eu quero viver em paz
E esquecer que estamos vivos;
Mas deixar de amar, jamais,
Não tem mais jeito pra isso.
Mas para que dizer adeus
E fugir do mundo todo?
Se um dia aconteceu,
Só que teu amor foi pouco?

Se essa dor passar
Será no dia em que pra sempre me amarás;
E enquanto não voltas,
Eu fico aqui chorando, triste e presa a te esperar.

Eu só quero receber o amor que eu preciso;
E esse amor vem de você,
Do seu ar é que eu respiro.
A mim só resta saber
Por que não estás comigo?
Se eu te amo e você também,
Então vem logo me amar...

 29 de junho de 2004.

sexta-feira, 18 de novembro de 2011

Ser Melhor

Eu gosto de mim;
Não me admiro.
Quero ser melhor,
Mudar meu fim.
Esquecer meu pensar,
Doar mais que ganhar.
Mas isso já é assim:
Quase não sobra nada pra mim.

                                                                            01 de abril de 2006.

Ter que Fingir

Se alguém pudesse me ensinar
O que fazer pra eu te encarar;
Algum destino pra me conduzir.
Ninguém pode me condenar.
Até o certo pode errar,
E meu erro foi deixar foi deixar você fugir...
Sem te ter, reter você em mim.

Na luz do seu despertar,
No seu ouvido eu vou falar
Sobre o amor entre nós dois;
Os versos meus em ti,
Sua voz em mim,
E sigo assim: Teu nome é a direção.

Eu vou levá-lo aonde eu for,
Com meu carinho te envolver
E numa expressão do seu sorrir
Te ter em mim e ter que fingir...


03 de julho de 2004.

                                                                         

O Troco


Hoje eu não te quero mais.
Eu só quero que você volte
Se rastejando aos meus pés,
Me pedindo pra lhe amar,
Mas será minha vez de te desprezar.
Você vai chorar, você vai sofrer
Tudo o que eu já vivi.
Você vai implorar,
Mas não irei voltar pra você;
Porque aprendi a me amar mais
Do que amei a você.
Por sua causa, tinha cansado de viver;
Mas foi só você morrer
Que renasci dentro de mim.
Para de me procurar, eu já te esqueci
De tanto me lamentar!
Eu sou mais feliz sozinha aqui
Do que seria com você.
O que você tem não é amor!

                                                                               01 de setembro de 2004.