Follow by Email

terça-feira, 29 de novembro de 2011

Cinzas


O frio vem me incomodar;
O que sobrou foram minhas cinzas.
Amar é tão complicado:
Encontros e Armadilhas.
Queria mandar no futuro
E não mais pensar em seu rosto;
Mas eu já brinquei nesse fogo
De Infernos e Paraísos.
Não sei mais como mudar;
Eu vou me acabar em ruínas.
Você arruinou os meus sonhos;
A insônia é minha amiga.
Eu vejo você no espelho;
É o teu olhar que me guia.
Você invadiu minha alma
E me fez sua moradia.



No anseio de uma resposta,
Há lembranças de alguém;
Ter você é o que importa pra mim.

10 de julho de 2004.

Nenhum comentário:

Postar um comentário