Follow by Email

segunda-feira, 9 de maio de 2011

O Isolado


Parar de rondar o passado
É a meta de um frustrado.
Seu reino é  seu quarto;
A melancolia é seu fardo.
Dissiparam sua dor.
Não tem mais medo de se expor.
Seus sonhos são dispersos
E vêm completamente inversos.
Ele queria ser contente;
Não se contenta com o presente.
No rádio, ouve a canção que chorou,
Porque jamais houve um coração que o amou.
Ele nota sua tristeza mórbida
E se encontra fora de órbita.
Apressa seus próprios passos
Sabendo que nunca esteve atrasado.

Ele convida ao seu lar
Pessoas que nunca vão entrar.
Mas só queria entender
Porque só encontra na vida
Pessoas tão distintas,
Mas todas iguais a você.
Se sente isolado
Mesmo tendo gente ao seu lado.



08 de agosto de 2005.






Nenhum comentário:

Postar um comentário