Follow by Email

sábado, 2 de abril de 2011

Cumplicidade



Não veto sua cobiça masculina;
Somos cúmplices.
Me faço de mulher de pequena
Diante desse amor que se assume.

Herdei uma maneira secular,
Prejudicial, feminina, leiga;
Imprestável, se quando te toco,
Transformo-me, desabrocho.

E tecemos nossas linhas do destino.
Nossos lemes migram um para o outro.
O que aparenta ser sereno,
É nossa rocha inquebrantável;
É nosso amor oculto sem ser secreto.


25 de fevereiro de 2007.


Nenhum comentário:

Postar um comentário