Follow by Email

terça-feira, 5 de abril de 2011

Quase Anjo




Assim como algo divino,
Um anjo talvez, um menino,
Você chegou pra me encantar.
Seu encanto é sem feitiço,
Porque não precisas disso;
Seu olhar já me conquista.

O meu anjo não tem auréola
E me faz voar mesmo sem asas.
É no seu coração que quero estar
E fazê-lo disparar
Quando encontrar o meu.

Solidão passa longe
Só de te ver;
Ao seu lado, meus medos somem;
Você ocupa todo lugar.
Vem ver quem precisa de você!

Mas um mês sem te ver
É inaceitável;
Se isto nasceu em mim
É pra se viver.

O conforto da tua presença
É sem explicação,
E o coração quer responder
Todas as perguntas que o seu me fizer.
Todo o tempo que durar será eterno.


14 de março de 2006.


Nenhum comentário:

Postar um comentário