Follow by Email

sábado, 2 de abril de 2011

Encontro


Esses olhos que me olham,
Que me transformam,
São minhas joias mais preciosas;
Foram meu ponto de luz na escuridão.

Enquanto eu vagava e me perdia,
Você surgia para minha alegria;
Eu lhe amaria
E não seria em vão.

E seguintes dias,
Eu lhe escreveria poesias minhas,
E em todas elas eu me comprometeria
A quem, em mim, plantou a paixão.

Você segurou minha mão
Antes de eu cair no fundo,
Mas caí de qualquer modo
No oceano dos teus olhos,
Onde eu me afogo
Somente para te encontrar.


02 de outubro de 2006.


Nenhum comentário:

Postar um comentário