Follow by Email

segunda-feira, 14 de março de 2011

Juramento




Está por dentro um juramento
Por causa do silêncio de quem não sonhou.
No pensamento, oculto um sentimento,
Pra esconder o que em mim restou;
Não faço isso por mim,
Só o fiz porque um instinto manda.

E, escrevendo, eu só me lembro,
De dias atrás, quando a gente ficou.
Até o tempo parou nesse momento;
Espero que não tenha escrito em vão
Que os lábios meus são seus e quero
Os lábios seus nos meus,
E que se beijem mais...
Mas o amor em mim restou
E a lembrança do teu olhar num instante.
Me faz viver do que passou;
Até mesmo irei te amar distante.




07 de agosto de 2004.

Nenhum comentário:

Postar um comentário