Follow by Email

sábado, 5 de março de 2011

A Peça


Eu já havia decorado o texto,
Porque a plateia iria lotar.
No camarim, me maquiei
Realçando a personagem e suas marcas.

Sou atriz em minha própria vida;
Ensaiei mil beijos com o ator.
Mas o Autor me retirou de cena;
Não tive talento para o amor.

Agora, vou atuar
Apenas como figurante,
Nem serei coadjuvante.

Agora, lá no palco,
Está uma sucessora.
As luzes que eram minhas,
Hoje lhe pertencem.
Não receberei aplausos,
Não receberei mais beijos.
Todo o elenco já me esqueceu.
Inclusive aquele com quem contracenei.


No final da apresentação,
Lá não mais estarei,
Nem usufruirei das glorificações,
Nem do final feliz
Da atriz.

Me tomaram meu teatro,
O meu lar.
Tomaram posse da minha vida,
Do meu papel.
Não houve minha estreia,
E jamais a plateia me conheceu.


 07 de outubro de 2005.

Nenhum comentário:

Postar um comentário